Buscar
  • Miguel Leão

resumo da semana - 24 a 27/06


Sofrível no futebol e boas marcações no turfe marcaram nossa semana. Vamos então ao resumo sobre os principais fatos dos dois esportes.

FUTEBOL

Fizemos duas acumuladas e não conseguimos fechar nenhuma delas. O curioso é que erramos a principal acumulada no INTERNACIONAL que era franco favorito, já que CORINTHIANS e ATLÉTICO MG venceram seus jogos. A ironia se deve pelo fato de sermos botafoguenses e que não tínhamos nenhuma fé na vitória do Glorioso. Foi inclusive a primeira vitória dos alvinegros fora de casa e também a primeira derrota dos gaúchos em seus domínios. Em nossas duas indicações para pules em separado, uma delas vingou que foi a vitória do SANTOS sobre o SÃO PAULO com rateio de 2.10. Na outra partida escolhida, não tivemos muita sorte já que indicamos empate no jogo entre CRB e VASCO e só não acertamos porque os alagoanos (que tomaram o gol de desempate em gol incomum numa cobrança de escanteio), e perderam um pênalti no final do jogo. Isso faz parte do esporte. O campeonato nacional em duas divisões principais apresenta um nível técnico duvidoso. Na série A é costume ser uma grande gangorra sem que nenhuma equipe consiga empolgar.

Em suma, nossa semana futebolística merece uma nota 3. Acreditamos que está de acordo com nosso pífio desempenho.

TURFE

Acertamos 12 indicações em 42 páreos disputados com aproveitamento de 28%. Ao longo das 4 reuniões, 19 favoritos venceram estabelecendo um bom índice de acertos de 45%. Conseguimos emplacar algumas pules interessantes na semana, uma PATADA DO LEÃO : 6º: CAYMAN BANK (01) ontem com pule baixa de 1.90, duas barbadas sendo uma delas uma pule boa: 2º páreo da noturna: GATO FANTASMA(03) com rateio de 3.0. Os quatro ALERTAS DO LEÃO “não bateram na trave” (ASSOVIO, PITOCO, HORA MELHOR e HERVADANINHA). Depois de duas semanas com 3 a 1 a nosso favor, conseguimos emplacar um 4 a 0 sem grandes sustos neste tipo de indicação, que como já frisamos anteriormente, só costuma ser lembrado quando há o erro na escolha de um eventual fracasso do animal escolhido. Nosso objetivo é sempre ajudar os parceiros do blog e pelo menos até o momento estamos contribuindo neste sentido, já que apenas ASSOVIO chegou na dupla. PITOCO não se colocou, HORA MELHOR completou apenas a trifeta (que indicamos na ordem correta) e para completar HERVADANINHA não passou de um discreto quinto lugar. Entre os jóqueis, W.Blandi, V.Gil, H.Fernandes e B.Pinheiro foram os melhores, sendo que os três primeiros com cinco vitórias foram os maiores ganhadores. Foi uma semana sem as participações de L. Henrique, fácil campeão da estatística e W.S.Cardoso vencedor do Grande Brasil, que não atuaram por estarem suspensos. Entre os treinadores, Roberto Solanês com cinco vitórias se destacou, todas elas para o Haras Regina. Dulcino Guignoni foi mais uma vez campeão da estatística entre os treinadores com uma vantagem apertada de quatro vitórias de diferença sobre Jairo Borges, que se não tivesse tido algumas suspensões durante o ano, poderia ter vencido. Parabéns de qualquer forma aos dois grandes treinadores pela disputa até o final. Quanto à melhor direção da semana, ficamos mais uma vez na dúvida entre cinco delas, sendo que três foram realizadas no domingo (KEYS e HARD TRICK com H.Fernandes e ULTRAVENCEDOR com A.Mota) e outras duas na segunda feira: BASQUIAT com A.Mota e ENERGIA HALO com W.Blandi). Apesar de todas terem sido brilhantes, vamos ficar com o triunfo de Henderson Fernandes no dorso de KEYS. Esta potranca foi ultrapassada no meio da reta final pela FRIENDL’S, porém reagiu na tocada enérgica e ritmada de seu jóquei para conseguir bonita e apertada vitória. Vitória de um profissional que é excelente e que parece ter recuperado sua forma e motivação de alguns anos atrás. Revejam o vídeo na íntegra e percebam a reação da pupila do Haras Nacional quando exigida a fundo pelo seu piloto. Quanto ao MICO DA SEMANA, ficamos com a péssima apresentação do cavalo DELÍRIO que “nunca esteve no páreo” na nona prova de domingo. Seu treinador antes do páreo ao ser entrevistado na TV que esperava grande atuação de seu pupilo que havia trabalhado muito bem na milha. O tordilho que foi eleito favorito, mesmo exigido nem demonstrou sua habitual velocidade, fechando a raia muito longe. Ficamos imaginando se ele com ótimos exercícios chegou dessa maneira, onde teria chegado se tivesse trabalhado mal. Assim sendo o MICO DA SEMANA vai para o treinador Cosme Morgado Neto que está com poucos cavalos atualmente. Quanto à MANCADA DO LEÃO ficou por conta de termos “comido mosca” ao comentarmos o sétimo páreo de domingo que teve a vitória do favorito HARD TRICK. Cerca de duas horas após termos colocado o blog no ar, ao começarmos a marcar nossas apostas para domingo, percebemos a péssima análise que havíamos feito para aquela carreira. Chegamos a comentar com um amigo nosso turfista bem conhecido na Gávea que havíamos cometido um erro grave e que o potro do Haras Springfield deveria vencer. Não mexemos no blog, porque alguns de nossos seguidores já poderiam ter lido e não achávamos correto e ético alterarmos o que já estava escrito. Enfim o que havíamos previsto aconteceu com a vitória de HARD TRICK e a grande MANCADA DO LEÃO. Pedimos desculpas pela falha grave que não deveria acontecer, mas que infelizmente ocorreu.

Chegamos ao final de mais um ano hípico e ao fazermos um “rápido retrospecto” usando apenas a memória, resolvemos destacar alguns pontos que julgamos pertinentes.

O destaque maior e absoluto ficou para Leandro Henrique que venceu com mais de dez vitórias de diferença nada mais que Valdinei Gil que é jóquei contratado do Haras Santa Maria de Araras. Soube aproveitar bem as oportunidades que lhe foram oferecidas por montar mais leve como aprendiz e mostrou alto padrão de qualidade em suas direções. Foram várias vitórias espetaculares e selecionamos a que consideramos melhor com DR. NIR obtida em 09 de outubro de 2015. Revejam que vitória espetacular (separamos o vídeo abaixo porque vale a pena). Em nossa opinião será o novo Juvenal Machado da Silva se mantiver a cabeça no lugar. Escrevemos isso sem medo de errar, podem nos cobrar num futuro próximo. Valdinei Gil também esteve muito bem ao longo do ano, porém pegou um osso duro de roer pela frente e teve que se contentar com o segundo lugar. A maior decepção ficou por conta de Vagner Borges que não esteve tão bem como em anos anteriores. Foi suspenso por um mês devido a uma declaração infeliz, mas que com certeza se arrependeu e não tornará a fazer. Mas pode e deverá melhorar, já que tem potencial para isso. Henderson Fernandes principalmente nestes últimos seis meses também esteve excelente e se mantiver o ritmo, dedicação e motivação tem técnica suficiente para brigar pela próxima estatística. Marcelo Gonçalves jóquei muito trabalhador esteve muito regular durante o ano e venceu muitas carreiras de forma brilhante. Tem apenas que se cuidar para evitar tantas suspensões por delitos de raia. Os jóqueis “importados de São Paulo” com certeza contribuíram muito para as melhoras das nossas corridas. A maneira mais tranqüila de conduzirem suas montarias, certamente abrilhantaram nossas provas que em geral eram disputadas num ritmo mais intenso. Estamos nos referindo principalmente a Waldomiro Blandi e Vagner Leal que já venceram muito em Cidade Jardim. Neste novo ano turfístico com dois ótimos agentes que possuem (Paulo Gama e Fernando Lopes respectivamente) irão certamente ganhar ainda mais. Ângelo Marcio Souza, conhecido como Ceará é aquele que costumamos chamar do “jóquei dos grandes prêmios”, foi perfeito várias vezes nos clássicos dando show em muitas oportunidades. Suas duas últimas vitórias com o potro ENGLISH MAJOR são bons exemplos de como se deve comportar um jóquei em provas de Grupo. Seus habituais problemas de coluna certamente o impedem de obter um número maior de vitórias que combinam mais com seu enorme talento. E o que escrever sobre Wesley Silva Cardoso que com apenas 19 anos venceu o Grande Prêmio Brasil? Derrotou com seu azarão MY CHERRIE AMOUR em sensacional atropelada, nada menos que um cavalo (ENERGIA GUEST), otimamente dirigido pelo supercampeão Jorge Ricardo numa reta inesquecível. Isso só já valeria para demonstrar suas inúmeras qualidades. Desde que criamos nosso blog chamamos sempre atenção para este garoto e sempre o chamamos do “jóquei que não bota barbada fora”. Irá com certeza muito longe na profissão, não temos dúvida alguma. Os atuais aprendizes acabaram sendo bons coadjuvantes de uma maneira geral, não decepcionaram e tiveram relativo destaque. W. Pimentel que está evoluindo muito e M. Bruno que em sua primeira corrida venceu com RIO CID, estão num primeiro plano. Muriel Machado da Silva foi outro profissional que melhorou “uma reta” e seus dois triunfos recentes com CÉU DE BRIGADEIRO (em São Paulo e no RJ) nos páreos disputados na milha (Grande Prêmio Presidente da República), refletem isso. Parece estar correndo com mais confiança, que é algo fundamental para ser “um jóquei de ponta”. Alex Mota é um capítulo à parte, com suas vitórias em que mistura classe, frieza e perfeita noção de percurso. Algumas de suas direções poderiam servir como referência em filmes exibidos na escola de aprendizes. Entre os treinadores, selecionamos alguns dos que mais se destacaram. Dulcino Guignoni com sua habitual regularidade foi novamente campeão da estatística. É profissional que dispensa maiores comentários e seus triunfos em série nos percursos mais alentados já se tornaram rotina. Roberto Morgado Neto foi igualmente brilhante porque conseguiu a proeza de ser “tríplice coroado” com três éguas diferentes do Haras Santa Maria de Araras. Também foi excelente ao longo do ano, principalmente em termos de aproveitamento. É muita responsabilidade manter aquelas máquinas em forma e ele mais uma vez se saiu muito bem. Jairo Borges com muitos cavalos alojados apenas no Hipódromo da Gávea brigou pela estatística até o final, fato que tem que ser ressaltado. Ganhou muitos páreos comuns, sendo considerado rei nos páreos de Claiming. Ronaldo Lima em franca evolução na profissão contando com precioso apoio do Stud Beto e Fafá está indo muito bem, tanto que começa a ter cavalos de propriedade do Haras Anderson sob sua responsabilidade. Haras Anderson que por sinal segue muito bem servido de ótimos profissionais, uma vez que Adelcio Menegolo continua mostrando toda seu conhecimento e classe na arte de treinar um PSI. Vem inclusive mantendo o craque CHRONNOS em forma impecável, vencendo sempre na areia com incrível facilidade. Bruno Alexandre foi outra grande revelação no ano e pelo que vem mostrando, tem muito futuro pela frente na profissão. Seus cavalos sempre chamam atenção pelos belos galopes de apresentação antes das corridas. Suas vitórias com CÉU DE BRIGADEIRO e DESEJADO MAGEE sintetizam bem o que queremos dizer. Jaime M. B. Aragão vem ganhando muito nestes últimos meses, principalmente com os cavalos que foram para Centro de Treinamento e foi outro nome de realce. As suas recentes vitórias com COLDPLAY e SWEET NANA demonstram a boa fase deste treinador. Roberto Solanês sempre entre os primeiros foi novamente destaque e brilhou principalmente no treinamento de UNIVERSAL LAW que deu um verdadeiro vareio no Grande Prêmio São Paulo. Com um pouco mais de sorte poderia ter vencido o “Latino”. Deixamos por último o craque Venâncio Nahid que conseguiu com MY CHERRY AMOUR mais um Grande Prêmio Brasil para sua coleção. Se levarmos em consideração que este cavalo só havia atuado quatro provas em sua curta campanha e que nunca havia corrido na distância de 2400 metros, sua conquista se torna ainda mais significativa. Treinador fora de série que na semana do Grande Prêmio Brasil foi destaque disparado com inúmeros triunfos clássicos, maioria deles para o Haras Doce Vale. Convém lembrar que o cavalo BENGALLA que finalizou no terceiro lugar da prova máxima de nosso turfe, faz parte do plantel sob seus cuidados. Talvez tenhamos nos esquecido de citar algum profissional, mas acreditamos que de uma maneira geral escrevemos sobre os melhores do ano.

Finalmente gostaríamos de fazer um alerta aos novos responsáveis pela direção do esporte dos reis aqui no Rio de Janeiro. Não é nenhuma novidade que urge a necessidade de buscarmos soluções para uma melhora em nosso turfe. Idéias novas devem ser buscadas e a renovação em alguns segmentos precisa ser discutida. Fraco movimento geral de apostas e hipódromo às moscas, já é rotina que merece reflexão e imediata ação por parte dos atuais comandantes. Pode ser que com o final dos páreos de índice técnico algo melhore, mas acreditamos que precisamos mais do que isso. Esta crítica é construtiva e visa sempre a busca por um turfe melhor.

Terminamos aqui nosso longo resumo da semana sem falar nos principais astros que são os animais em ação, mas achamos melhor deixar isto para o resumo da semana que vem.

Obrigado pela atenção e paciência dos parceiros do blog por lerem este “verdadeiro testamento”.

Ótima semana a todos e até sexta feira.

Miguel Leão


9 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

FUTEBOL - DICAS - 05 a 06.12

Voltamos a ter bom desempenho na semana passada com oito acertos em nossas indicações, além da boa pule para ser apostada em separado no jogo entre CHELSEA e TOTTENHAM que rateou 3,50. Estamos mais um

TURFE - TERÇA FEIRA - 01.12

Programação regular para esta tarde no Hipódromo da Gávea com oito páreos e início previsto para 16 horas. Serão cinco provas na pista de grama leve com a desagradável cerca móvel e seus nove metros d

© 2023 por ESPORTES EM FOCO. Orgulhosamente criado com Wix.com